Pular para o conteúdo principal
Amar não pode ser sentimento relacionado com aproveitamento alheio, porque amar sem a disposição de ida e vinda não pode carregar o peso de tal descrição, pois isso seria egoísmo e este outro sentimento não é sinônimo daquele. Embora os seres se defendam em suas entregas, para que se caírem não se arrebentem por uma decepção não percebida anteriormente, não se pode enclausurar, pois seria o mesmo que se fechar a ponto de lançar fora chaves de uma prisão que se antevê. Então grite de dentro desta que se agiganta na possibilidade de reconhecer a verdade em uma entrega que descomedidademente se faz necessária para não se incorrer no suicídio da alma.   Porque amar pode ser providência da insanidade que não se corrompe com o desmerecimento do outro nem o desvaloriza, mas apenas denota fatores ininteligíveis, embora extremamente convidativos e irrecusáveis. Perempto não pode ser, pois aquilo que se foi não retorna. Momentos são instantes, e por isso mesmo não se pode perdê-lo, mas vive-o na intensidade de quem espera que esse seja o último minuto para si.
Tiago Sant'ana

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As profecias Messiânicas

As profecias Messiânicas Tiago Sant'Ana Cezar Introdução Estudaremos nesse primeiro degrau de nossa caminhada, as promessas messiânicas. Como Deus preparou tudo desde o início? E, como a percepção da promessa atravessa não apenas os circuitos judaicos, mas se eleva aos patamares da humanidade. I. Genesis 3.15: E no início de tudo...o anúncio de sua vinda Antes mesmo de existir humanidade ou a palavra escrita tomar forma entre os judeus, Deus se propõe como Salvador. E, aqui vale ressaltar que o anuncio e pré-Abraamico, isto é, o Pai de multidões, que reservaria inicialmente sua caminhada ao perímetro de Canaã, e daria a partir de seu filho Isaque, o menino da promessa e do seu neto Jacó, o enganador que se vestiu de príncipe (Israel), de onde surgiu um pequeno povo de inexpressividade territorial, mas que levaria consigo a alcunha de povo exemplo. Diferentemente do título de povo eleito que carrega aspectos etnocêntricos e xenofóbicos. O que diverge exponencialmente de um D…

Política e politiqueiros